Villa Maria

8 de mai de 2013

T. Anthony


    

É muito pouco provável que você vá ver uma mala da marca T. Anthony, com monograma do dono gravado, nas esteiras de bagagem dos voos comerciais. Porque?
Ora, porque quem tem uma T.Anthony voa no seu próprio jatinho, oras! E que jatinho!









As T. Anthony são para poucos, muito poucos. 
Cabeças coroadas, ricos de verdade, presidentes ou astros e estrelas de peso ( nada de celebridades), afinal cada malinha não sai por menos de muitos mil dólares. A linha Aligator, de cortar os pulsos, custa na faixa de 16 mil euros.

Não é para qualquer bolsinho.







Os iniciados reconhecem uma T. Anthony de longe. Afinal elas tem tudo o que o seu proprietário deseja: qualidade e discrição.


Logotipo? Esqueça. Elas são básicas, discretas, sofisticadas, bem feitérrimas, handmade e com o monograma do seu dono gravado no couro de primeiríssima qualidade.










Wallis Simpson, a duquesa de Windsor, não saia de seus castelos sem seu porta jóias T.Anthony.
Jackie O tinha o jogo completo para ela mesma e para cada um dos filhos.
Willian e Harry também tem as suas e desde que se casou, Kate Midleton ganhou um jogo completo com suas iniciais.












O jogo de bagagem pode ser encomendado em todos os modelos no tom que o cliente VIP quiser.
Incluindo aí, os modelos em crocodilo.
Para quem pode dar a volta ao mundo em seu próprio jato, uma T. Anthony é a companhia perfeita, não?!




Um comentário:

Anônimo disse...

Como na VIDA o exterior é de pouca valia. O importante é o que vai dentro, o destino, a companhia.