Micheliny Martins

25 de set de 2017

Get the Look






Mente quieta, costas eretas e coração tranquilo


Empresários, médicos, donas de casa, socialites, advogados, vendedores e artistas dobram, alongam, retorcem seus corpos.
Crianças, juízes, executivos, gestantes  e surfistas sentam-se na postura de lótus, controlam a respiração, entoam mantras.
Desde o auge da contra-cultura nos anos 60, nunca se viu tamanho interesse pela Yoga como hoje em dia.



























A Yoga também está presente em grandes empresas, clínicas, hospitais e universidades. Yoga é uma das aulas mais procuradas do Centro de Práticas Esportivas da Universidade de São Paulo.
A Yoga está tão em alta que seis das maiores academias de SP já tem o curso. Mas, pessoalmente, não acho que Yoga deve ser praticada em academias de ginástica. Porque Yoga não é ginástica. Nem de longe. Yoga não é pra ficar com corpo bonito. Yoga é infinitamente mais que isso.





















Aliás, Yoga é algo bem diferente do que o modismo atual faz parecer. Yoga significa jugo, união. Seu sentido mais comum é unir, religar o seu humano à sua essência. Equanimidade na vitória e na derrota. O esforço e o descanso; habilidade e eficiência; o supremo segredo da vida; aquilo que gera indizível felicidade; a serenidade que extingue a dor; o controle absoluto sobre a mente e o corpo;
Yoga é, portanto, uma disciplina que abrange todos esses significados. ´´A Yoga é cessação dos turbilhões da mente´´.
Mas o que se ganha afinal aquietando-se a mente? Para os praticantes de Yoga o homem é um todo que se expressa junto: a consciência, o intelecto, o ego, a mente, o sistema sensorial e o corpo físico. Sendo assim, isolar o excesso de visão mental, intelectual e do ego faz com que toda a consciência do corpo seja despertada. As posições do Yoga tem este objetivo: absoluto controle corporal para se ter absoluto controle da mente. E vice - versa. A sensação de medo, por exemplo, pode se traduzir em tensão muscular. A ansiedade torna a respiração sôfrega. Sustos desestabilizam a pressão arterial. A ideia central do yoga é perceber que a recíproca é verdadeira. Ou seja: mente superficial e agitada produz respiração igualmente superficial e agitada. Aquietando e aprofundando a respiração aquieta-se e aprofunda-se a mente.



































E mais: se a mente ansiosa é capaz de tensionar um músculo, o alongamento muscular é capaz de distensionar a mente. Eis aí a tal consciência do corpo.
E a Yoga de fato, funciona. Basta perguntar para uma daquelas pessoas tranquilas e sorridentes na saída de uma aula o que o Yoga mudou em suas vidas. Você ouvira gente dizendo que dorme melhor, tem mais flexibilidade muscular, melhoras na digestão e principalmente no controle da ansiedade.
Os grandes atletas, por exemplo, praticam Yoga.
Mas a Yoga, ao contrário do que muita gente pensa, não foi desenvolvido para um público que procura apenas saúde e bem estar. A Yoga busca mais. 





















´´Yoga sem meditação não é Yoga´´ , diz Pedro Kupfer, escalador de rochas, surfista e um dos principais formadores de professores de yoga no país, a partir de sua academia, em Florianópolis. “Minhas aulas nunca têm hora para acabar, já que depois dos exercícios fazemos pelo menos 40 minutos de meditação”. Esta talvez seja a principal diferença entre a ideia que se faz de aulas de Yoga em muitas academias e a forma como ela é encarada pelos praticantes mais ligados às tradições indianas. Para estes, fieis ao Yoga Sutra de Patañjali, posturas corporais e exercícios respiratórios são apenas dois dos aspectos mais conhecidos de um sistema que possui oito etapas (ou ashtanga). Esse sistema inclui desde a disciplina moral até a absorção meditativa. À primeira vista parece ser algo muito complicado. Mas os praticantes mais experimentados tentam dar exemplos de que todos esses preceitos éticos têm aplicações muito práticas, até mesmo quando se faz os exercícios.










 Organicamente, as técnicas do Yoga têm efeito em duas situações: no alongamento e nas modificações das pressões internas. No aspecto físico, além dos ásana (posturas) e pranáiamas (controle dos ciclos respiratórios), existem bandhas (contrações e retenções) e kryas (purificações). Já os mudrás (gestos arquetípicos aos quais se atribui a realização de determinados estados de consciência) teriam efeitos mais psicológicos ou sutis. 
Toda a fisiologia humana está adaptada a um sistema que depende do corpo estar em seu estado normal, com a cabeça voltada para cima. Quando se pratica a posição ´´invertida´´ ou ´´vela´´ mesmo que por um segundo, o organismo tem de se adaptar. Isso lança desafios para o corpo. Na chamada vrschikásana, ou postura do escorpião, por exemplo, observam-se vários níveis de reação: no mais superficial, facilita o retorno venoso dos membros inferiores, com benefícios para o sistema circulatório. Em um nível mais sutil, há uma alteração na fisiologia que exige grande atenção do sistema nervoso central. Todos os receptores são estimulados ao mesmo tempo e têm de se adaptar ao fato de o corpo estar de cabeça para baixo. Essa informação acionaria vários receptores neurológicos e contribuiria para despertar uma consciência corporal que suplantaria aquela tradicional, centrada na mente.








Ainda confunde-se yoga com “fazer yoga”, como se fosse uma aula de musculação. “Tem muita gente fazendo ginástica e pensando que é yoga”, alerta Hermógenes, um dos precursores do yoga no Brasil. Na verdade, pode-se estudar yoga mais objetivamente em um determinado horário, mas a prática só faz sentido quando incorporada ao cotidiano. Isso tem muito a ver com a capacidade de transformar emoções, evitando os automatismos que tendem a fazer com que a reação à raiva seja mais raiva, que medo gere mais medo e assim por diante. Yoga verdadeiro é praticado 24 horas por dia. Deve fazer parte do trabalho, onde, diante de um problema tem-se a certeza de que será melhor resolvê-lo com a mente calma e observação serena do que espalhando ansiedade entre os colegas. Na escola, aproveitando os recursos de concentração. Nas relações pessoais, domando o próprio ego e procurando entender as razões do outro.
Yoga é perceber que a mente não precisa transformar-se naquilo que ela observa. Yoga é o controle.
Mente quieta, costas eretas e coração tranquilo. Eu amo. Não saberia viver sem o Yoga.










Tudo é Rio


Tudo é Rio...
Até o nome é lindo.
Despudorado e ao mesmo tempo recatado. As vezes singelo mas sempre intenso. Feminino, mineiro, emocionante. As desventuras de Lucy são arrebatadoras. Comecei ontem e não larguei até terminá-lo hoje. 
O primeiro romance da autora Claudia Madeira já está na minha lista de leituras inesquecíveis.
Torço sinceramente para que este seja o primeiro, de uma série de outros livros.

P.S. este livro é da editora Quixote + Do. Pode ser encontrado na livraria Quixote ou com a Luciana da editora: 31 98230- 7736

Palmirinha


Palmirinha, a apresentadora mais simpática da TV brasileira, aos 86 anos, cheia de vigor, 
se acabando no Rock´n Rio.
E tem gente que reclama da vida ...


24 de set de 2017

4 x Kim


Quatro looks  esta semana da nossa rainha!!!!!





Garotos espertos ...


... e pra lá de charmosos!

Principe Harry e Justin Trudeau.




Super





Donatella Versace deu uma tacada de mestre!
Convidou ninguém menos que as 5 modelos da década de ouro para encerrarem o desfile de Versace.

As balzaquianas Carla Bruni, Claudia Schiffe, Naomi Campbell, Cindy Crawford e Helena Cristensen subiram na passarela com vestidos de lamê dourado e arrasaram!
As cinco continuam deslumbrantes!!!!

Foram aplaudidas por longos minutos e lacraram a internet!
Só deu Versace as super topos models!










23 de set de 2017

Surpresa



A Villa Maria tem duas boas notícias: uma é que a loja está toda em promoção para a troca de showroon. E a segunda ... é surpresa. Só posso garantir que vem coisa muito boa por aí nas duas lojas da marca!


Me empresta, Harper!

Não é a toa que amo essa minha amiga!
Victoria Beckham pegou os sapatinhos de glitter que de dormir de sua filhota Harper usa para dormir e transformou a peça no novo Musta Have da estação!
A mule desfilou na passarela de sua marca e já está esgotada nas suas lojas!










Escolhi te ignorar

Não convidem  para mesma mesa a poderosa apresentadora Martha Stewart e a atriz Gwyneth Paltrow. As duas não estão se bicando.
Stewart e Paltrow disputam a atenção das mulheres mundo à fora, com seus respectivos sites que vendem produtos e estilo de vida saudáveis e domésticos.
Precursora, Martha nunca engoliu a rival loira. Em uma entrevista esta semana, perguntada sobre o que ela achava de todo embrolio envolvendo o site de Gwyneth Paltrow, o Goop, Martha fez a pergunta que mata qualquer criatura: ´´Goop??? Nunca ouvi falar...´´




22 de set de 2017

Urban Hats


Get the Look




Bom Programa


Bom Programa para o sábado: passar o dia no Mercado Grano no Jardim Canadá, em Nova Lima!

O Grano não é só um restaurante. É uma experiência!

Instalado num enorme galpão, o Grano tem padaria (sua especialidade), mercadinho orgânico, queijaria e a charmosíssima floricultura Atelier da Terra da Miriam Sichel.
Chegue cedo, pegue uma mesa grande, convide pessoas queridas e aproveite o dia num dos lugares mais aprazíveis da cidade.

















Mulher brasileira em primeiro lugar!

Florinda Bolkan.
Linda de morrer.





Esnobes


Poucos autores descrevem tão bem a aristocracia inglesa como Julian Fellowes.
Seu novo romance, passado entre as grandes mansões da nobreza, mostra isso.
Para quem gosta do autor, Esnobes é simplesmente imperdível.
Eu adoro!


''Aos 27 anos, Edith Lavery é discreta em relação ao assunto, mas sabe que viria a calhar um marido rico e, especialmente, com uma boa posição na sociedade inglesa. A oportunidade surge quando ela decide passar o fim de semana na casa de campo de uma amiga e, numa visita a um dos casarões de famílias aristocráticas da região, ela conhece Charles Broughton, o conde Broughton. Do roteirista de Assassinato em Gosford Park (dirigido por Robert Altman), vencedor do Oscar de Melhor Roteiro Original, e criador da aclamada série Downton Abbey, Esnobes é um retrato elaborado da relação entre aristocratas e aqueles que cobiçam fazer parte desse grupo a qualquer custo. Uma espirituosa crônica de costumes que mostra que a Inglaterra contemporânea ainda preserva muitos dos códigos e regras da tradicional sociedade de classes.''




20 de set de 2017

Não dá para não ir

Sexta, dia 29 de setembro, no auditório da Cemig, não percam o Sempre Um Papo
com Jotabê Medeiros.
Depois dos autógrafos, o evento vai direto para o Mercado Distrital e cai no samba com o bloco ´´Volta Belchior´´!!!!
Quer coisa melhor que misturar livros e samba????


Vejo vocês lá!!! 




Obrigada, NetFlix.


O Tempo Entre Costuras. Na Netflix.
Verdadeiro presente.



Sábia


Aos 59 anos e mais que nunca, Michelle Pfeiffer arrasou no red carpet do Emmy usando um modelo deslumbrante de Oscar de la Renta.
Nem sempre mostrar o corpo quer dizer ser sexy. Saber o que mostrar, quando e onde é o mais importante.







Aceite isso e ponto.


Todos os dias uma nova onda polêmica invade as redes sociais. E sem nenhum critério, vamos replicando, repostando, encaminhando, curtindo, postando, comentando.
Por um lado, isso é ótimo, sinal de que estamos todos conectados e atentos. Por outro, é assustador, porque perdemos a capacidade e a curiosidade de nos informarmos de verdade, de procurar saber se o que postamos tem fundamento, se procede. Vamos na onda. Caça ás Bruxas. Lembram do horrível caso da Escola de Base de São Paulo? 
A liminar do juiz Waldemar de Carvalho que autoriza a psicóloga Rozangela Alves Justino a tratar seus pacientes e fazer pesquisas sobre Reversão Sexual,  é na prática, autorizar a chamada cura gay.

E levantou um berreiro sem fim, de todos os lados, em todas as redes sociais, por todas as pessoas. Na histeria que se seguiu à sua liminar, o juiz foi defenestrado. Com razão. Não pela sua sentença, que do ponto de vista jurídico estava corretíssima, mas porque com esta decisão, Sua Excelência abre uma brecha perigosíssima. Uma fresta pequena mas mortal, por onde uma onda de preconceito pode passar, e com toda a sua força, levar anos e anos de luta incessante pelos  direitos civis.
A lei de 1999, arduamente defendida, estabelece que :
''os psicólogos não exercerão qualquer ação que favoreça a patologização de comportamentos ou práticas homoeróticas, nem adotarão ação coercitiva tendente a orientar homossexuais para tratamentos não solicitados. Parágrafo único - Os psicólogos não colaborarão com eventos e serviços que proponham tratamento e cura das homossexualidades. Art. 4° - Os psicólogos não se pronunciarão, nem participarão de pronunciamentos públicos, nos meios de comunicação de massa, de modo a reforçar os preconceitos sociais existentes em relação aos homossexuais como portadores de qualquer desordem psíquica.''
Com isso, essa lei importante nos lembra em alto e bom som, que ser gay não é uma doença e portanto, não deve ser tratada como tal. E que nenhum psicólogo pode exercer práticas que orientem o contrário. 
Quando esta lei está em questionamento, ficamos à mercê de malucos preconceituosos que se acham com o poder de determinar que a escolha de outra pessoa é uma doença! Olha que loucura!
Claro que pessoas esclarecidas não vão se tratar e não irão procurar a ´´cura´´, mas uma lei não pode ser para pucos. Tem que ser para todos. Já imaginaram a quantidade de pais e mães desinformados, que levarão seus filhos para este ´´tratamento´´, apenas porque o pequeno não quis brincar de carrinho? Ou tem a voz fina? Já pensou o que esse tipo de ´´tratamento´´ pode fazer com a vida de quem não consegue se defender? 
A lei de 1999 é para que de uma vez por todas, toda a nossa sociedade entenda que ser gay não é doença, não precisa de cura, não é ´´errado´´. É um fato. Aceitemos, pelo amor de Deus!!!!
A psicóloga Rozangela, evangélica fervorosa, pode - e deve- ter todo direito de pensar o que quiser. Vivemos num país livre e se ela quer achar que ser gay é ´´errado´´ e precisa de ´´conserto´´, problema dela. Ela pode pensar assim. O que ela não pode, de jeito nenhum, é enquanto estiver atuando como psicóloga, regida pelas normas do Conselho Federal de Psicologia, ousar sequer pensar que ela é capaz de ´´curar´´ um gay. 
Moral da história, o juiz não é único culpado. Os culpados são essa horda de pessoas preconceituosas, atrasadas e desrespeitosas, que se dermos uma única brecha, entrarão como um furacão na nossa sociedade.  A decisão do juiz tirou uma tábua que separa a sociedade livre desses malucos. Cabe à outra parte desta mesma sociedade  correr e tampar logo esse buraco para manter os zangões do lado de fora. 





Chic






19 de set de 2017

Envelhecer


Rainha do Gado estragado


De Rainha do Gado á mulher de delator e traída em rede nacional.
A vida de Ticiana Villas Boas deu uma verdadeira reviravolta este ano.
A ex apresentadora do SBT levava uma vida de contos de fada, ao lado do marido, até então um dos mais poderosos empresários do país. 
Desde que as escutas com Temer vieram à tona, tudo mudou. Taciana não segurou a onda e já queria a separação. Foi afastada do SBT, brigou com a filha de Silvio Santos, teve que cancelar sua conta nas redes sociais e se recolheu em seu enorrrrmeeeee apartamento em São Paulo.
Com a nova gravação onde Joesley fala abertamente de suas puladas de cerca, foi mesmo a gota dágua. Taciana colocou o marido para fora de casa, um dia antes de ele se entregar à Policia Federal. E agora já avisou à família do sujeito que quer o divórcio.
Uma coisa é ser Rainha do Gado outra é ser Princesa da Carne Fraca...



Facada no coração


Não foi a premiação nem o red carpet que deu o que falar nas rede socias sobre a festa do Emmy.
Foi o discurso de Nicole Kidman.
A bela, que levou para casa o prêmio pela série Big Little Lies, agradeceu ao marido, Keith, e ´´às minhas duas filhas, Faith e Sunny. Este prêmio é para vocês.´´
Acontece que Nicole tem dois filhos mais velhos, Connor e Izabella, que ela adotou quando ainda era casada com Tom Cruise. Nicole simplesmente esqueceu-se deles?
Ninguém sabe.

Mas a alegria pelo prêmio recebido foi logo apagada, já que nas redes sociais Nicole foi defenestrada. ´´Que espécie de mãe é essa?´´ ´´Como uma mãe se esquece que tem dois filhos?´´

Tanto Tom Cruise, que ficou com a guarda dos dois desde a separação, quanto Izabella e Connor, não deram uma única palavra sobre o acontecido. Mas que deve ter sido uma punhalada, ah isso deve.




Mais um

Depois de Fim e do livro de contos, Sete Anos, Fernanda Torres tira do forno seu novo romance: A glória e seu cortejo de horrores´´.
A partir de novembro, nas livrarias.