Jóias em prata

23 de abr de 2018

Bullying


Sozinho. É assim que tem se sentido Gilmar Mendes. O pobre coitado está sentindo na pele a ira da opinião pública, se fastou de Carmem Lúcia,  Alexandre de Moraes e Raquel Dodge, não cumprimenta Luis Roberto Barroso e até seu queridinho, Dias Toffoli, não quer mais tanta amizade com ele.
Só lhe resta Temer. 


Me sinto só, me sinto só... me sinto tão só.



Tadinho, né, gente...

Das cinzas

Tal qual Fênix, Isabela Capeto saiu das cinzas do seu atelier mais forte, linda e renovada.
Depois do incêndio que destruiu máquinas, tecidos, modelos, moldes, roupas e aviamentos, Capeto levou tudo para a sua casa e em menos de 3 semanas, refez sua coleção.
O lançamento foi esta semana, com festa, e muita emoção.
Na porta da loja, ela colocou extintores de incêndio e uma bombeira. Do lado de dentro, suas roupas coloridas, bordadas e originais. E para receber os abraços, o sorriso fácil, largo e sincero de madame Capeto!













Get the Look


Á mão

Tem quase 500 páginaso livro de memórias que José Dirceu pretende publicar. Prestes a voltar a prisão, o ex homem forte do PT sabe que pode ficar encarcerado por pelo menos mais 7 ou 8 anos. 
O livro foi escrito à mão e com letras miúdas por motivos óbvios: na cela não tem notebook.



20 de abr de 2018

As belezas ao nosso redor/ Bom programa



´´Quando não exploramos as belezas que temos ao nosso redor, corremos o risco de nos tornarmos estrangeiro em nosso próprio país´´.


Então vamos para São Paulo! A São Paulo efervescente de cultura, arte e boa gastronomia.
Esqueça o shopping e os restaurantes modinha! O negócio é respirar o ar da Paulista, entrar nos museus e comer em boa companhia.

Começando pela SP Arte, o maior evento do segmento da América Latina. Este ano, especialmente, Fernanda Feitosa e sua equipe brilharam. Organizada e surpreendente, a mostra trouxe o que há de melhor entre as grandes galerias. Não sou fã de arte contemporânea. Pelo contrário. Com poucas exceções tenho muita dificuldade em gostar, porque arte contemporânea tem que vir com manual de instrução, tipo ´´abra aqui, olhe por ali, entenda assim´´. Não gosto. Arte não tem que ter explicação. Arte é emoção. 
Minha paixão mesmo são os modernistas! Perco o ar diante de um Guignard, Portinari, Pancetti, Di, Cícero Dias. Os desenhos de Lasar Segall estavam de cortar os pulsos. No andar de baixo do Pavilhão da Bienal - que também é uma obra de arte - gravuras, desenhos e os novos talentos. E no último andar, outra de minhas paixões: os antiquários! Especialmente o Sandra e Márcio, meus parceiros em todos os projetos e meus amigos de sempre.
Depois da mostra, jantar no Tanit, de comida espanhola, com direito a baldes e baldes de sangria, mexilhões, e um bom e divertido papo! 


















































São Paulo tem a Paulista e na Paulista tem o Instituto Moreira Salles com suas descoladíssimas e preciosas exposições. A de Chichico Alckmim está imperdível. Mineiro de Diamantina, Chichico retratou com seu olhar apurado, seu enquadramento e sensibilidade, a vida e a morte de uma comunidade inteira. As obras fazem parte do acervo do Instituto e são puro deleite.

Mais á frente, aparece o imponente Masp e dentro dele, Aleijadinho. 
As obras do mestre do barroco no museu da mestre do moderno.
Imperdível.




















São Paulo e a música. 

Só a Sala São Paulo já enche os olhos. Um verdadeiro deslumbre.  Com a Osesp tocando, então, é de encher de orgulho os paulistanos.  Não dá para não se emocionar.
Saindo de lá, nada mais paulista do que o tradicionalíssimo La Casserole, situado no coração do Centro da cidade. Comida divina e a história por todos os lados. Boa mesa pede bom papo e eu tive as melhores companhias do mundo. A noite ficou curta para tanto assunto.







































































Entendeu?


´´Eu não sou mulher, eu não sou homem. Eu sou algo que, me desculpa, você nunca vai entender.´´
Prince




19 de abr de 2018

Pescoço


Uma é pouco, duas é lindo, com três fica maravilhoso!




Para ter igual:

Pingente Abelinha Marfi, Tartaruga, Alabastro e Ebony:

Para comprar: @kikagontijo_store 













Noblesse Obligue


Meghan Markle nem casou e já está cheia de compromissos oficiais.
Esta semana ela apareceu linda, ao lado de Harry, com vestido de algodão listrado e blazer navy.













Get the Look


Mãe de dois


Ninguém merece.



18 de abr de 2018

Clássicos de inverno/ Casaquinho de Tweed

Eu não sei quanto a vocês, mas na minha casa está ge-la-do!
Se bem que ela não serve de termômetro porque aqui é sempre frio. Meus filhos falam que parece a casa da família Adams no Morro dos Ventos Uivantes: tem sempre uma nuvem em cima e o vento é violento, de modo que se deixarmos duas janelas abertas ao mesmo tempo, não sobra pedra sobre pedra.  Sendo assim, meu inverno já começou!

E para passar um inverno bem vestido, os clássicos são os clássicos!


Um charmoso casaquinho de tweed, por exemplo. Um desses eternos que ficam para sempre no nosso closet.














Lá, em Marrakesh


Yves Saint Laurent nasceu na Argélia, virou icone na França e ganhou o mundo. Mas era no Marrocos que ele se sentia em casa.
Desde que ´´descobriu´´ a cidade de Marrakesh em 1966, Saint Laurent e seu parceiro Pierre Bergé fizeram de lá sua segunda morada, comprando uma casa chamada A  Casa da Serpente.
Em 1980, ele se apaixonou pela mansão La Majorelle, antiga residência do pintor Jaques Majorelle, que estava abandonada. Saint Laurent e Bergé reformaram a casa e restauraram o deslumbrante jardim.
Hoje, La Majorelle é a sede do Museu YSL. E é lá que foram jogadas as cinzas do gênio.