AbatjourdeArte

31 de mai de 2017

Crime duplo



Pelo crime que cometeu contra os pais, Suzanne merecia - e teve - pena máxima.
Pelo que fez ao irmão que tinha apenas 15 anos na época do crime, Suzanne merece a pena máxima em dobro.  

P.S. o irmão de Suzanne foi encontrado na Cracolândia, sujo, desorientado, machucado. Foi medicado e está internado à espera que alguém da família o pegue. Só que ele não tem família.
 Ele tinha 15 anos - e era talvez o único inocente da história - quando a louca assassinou os pais. Orfão, com a irmã na cadeia e os olhos do Brasil sobre ele, Andreás ainda teve que brigar pelo patrimônio dos pais, que foi entregue a um tio. Tio esse que até o fechamento desta edição não apareceu para pegar o rapaz no hospital.



3 comentários:

Anônimo disse...

Será que você consegue perceber como é incoerente quando se compadece com o sofrimento e a loucura que virou a cabeça desse rapaz, mas não entende porque um favelado, criado sem referências e sem amor, vai para o mundo do crime?
Já assistiu o documentário "o começo da vida"?

Anônimo disse...

Kika querida, concordo com você. Totalmente desestruturado esse pobre rapaz que ficou sem referências.

Cada vez mais tendo a certeza de como a sociedade está "armada" já com julgamento quando expressamos nossas opiniões!
Quem disse que não pensamos nos mais carentes que vivem nas favelas sem amor e referências?!

Hello pessoa, todos podemos opiniar, ok?

Aff, preguiça!rs

Beijos

Cláudia Brugni

Anônimo disse...

Carla, meu comentário se referiu a uma postagem de péssimo gosto da Kika no Instagram. Você pode não ter entendido o gancho, mas tenho certeza de que ela entendeu.