Oscar de la Renta

30 de nov de 2014

Até tu, Brutus?


E a Renner, hein? Até tú Brutus? Trabalho escravo, multa de 2 milhões e uma mancha indelével na marca. E nós, consumidores, envergonhados por fazermos parte desta história.





Trabalho escravo e a consiência

O filósofo alemão Friedrich Engels escreveu muito bem sobre o trabalho escravo. Os donos da Renner e nós, consumidores, deveríamos assistir. Tem no History Channel.






DanielÊ e seus jeans

DanielÊ, a nora recalcada de Maria Martha em Império, não é lá uma personagem muito querida, mas suas roupas são as mais disputadas pelos telespectadores. Em especial suas calças jeans.

DanielÊ usa dois modelos. Um, justinho e com a barra dobrada e outro, bem 70´s, de cintura alta, vinco marcado e boca larga. Os dois da marca Amapô.














Nossos ídolos não são mais os mesmos

Não sabemos valorizar nossos heróis e ídolos. Nunca consegui entender, por exemplo, a idolatria a Cazuza, por exemplo. Fora o fato de ser um compositor e letrista talentoso e ter tido a coragem de assumir uma doença cheia de preconceitos, não serve de exemplo para ninguém. Sua mãe, Lucinha Araújo, sim, deveria ser idolatrada, já que transformou a dor e as lágrimas em algo concreto e produtivo com a Fundação Cazuza.
Valorizamos muito mais os títulos, as glórias e os feitos, do que o caráter e a firmeza do caminho percorrido para se chegar lá.
Rubens Barrichello hoje deu uma lição do que é ser um ídolo.  Rubinho corre profissionalmente há 19 anos. Foi chamado de ´´chorão´´, ´´Rubinho pé de chinelo´´, ´´Pé-frio´´, ´´Retardatário´´. Mas também é considerado um dos caras mais éticos e sérios do mundo glamouroso e ardiloso das corridas. Não foi fácil ser chamado de vagaroso e perdedor numa profissão onde só importam a velocidade e a vitória.
Mas ele não se rendeu, nem desistiu. Passou para Indy, ficou em 17 lugar. Continuou firme e esperançoso. Teve humildade, deixou o milionário mundo e foi correr na StockCar, no Brasil,  sempre com um sorriso no rosto e muita garra.
Hoje, ganhou a corrida e o título de Campeão da StockCar 2014, numa vitória emocionante.  Com lágrimas nos olhos e uma felicidade contagiante, desceu do carro e abraçou a mulher, Silvana, o mecânico e os dois filhos. Um exemplo do que é ser um verdadeiro campeão.








28 de nov de 2014

Black and beautiful friday
















































Black eyes

Acho a coisa mais linda a maquiagem que sombreia os olhos. Minha amiga Eduarda Ballesteros usa todos os dias!



Arte

 A galeria Espaço 670 tem como proposta lançar novos talentos. Acho isso genial quando se trata de arte. A boa arte pode estar em todo lugar, basta um olhar mais sensível.
Dia 29 de novembro, sábado, a Espaço 670 convida para a Exposição 2 Mostras - 2 Tempos. Entre os expositores estará Patrícia Diniz.
Fiquei louca com seus quadros em tons do azul do mar.













Black basic

Black Basic Friday














27 de nov de 2014

Receita

Coloque num mesmo lugar almofadas bordadas, bem casados, bolos de natal, todos os modelos de porta-guardanapos, bandejas de pratas, boleiras, toalhas de linho, jóias, pulseiras, copinhos de prata, SySo, artesanatos, sapatilhas chiquérrimas, cintos, guardanapos bordados, bolsas ... e muitas mulheres de bom gosto! 
Bazar Kika Gontijo! 27,28 e 29 de 10 as 19 na Avenida Bandeirantes, 100!





















































Imeldinha rosa-choque


Oscar de la Renta 2015.





Invitée d´honneur

Ines de la Fressange, uma das mais charmosas, elegantes e belas francesas, é a capa e o recheio da Vogue França.
Trés chic!!!!



Elegância

´´Existem coisas que não compreendo. Como é possível que tratemos bem algumas pessoas e com indiferença outras? Não são todas pessoas com quem convivemos? O que as faz  diferentes? Não acho que isso seja elegante.´´
Audrey Hepburn ensinando o básico.







No peito


Ela já tem a estante cheia de Oscar e de vários outros prêmios. Mas faltava uma medalha no peito.
Faltava, porque desde segunda-feira, não falta mais. Meryl Streep recebeu das mãos de Barack Obama a Medalha da Liberdade, a mais alta honraria dada a um civil por serviços prestados ao país.





Imeldinha flat


Repetto

Desde que mudei meu escritório para perto da minha casa, estou num momento flat!
Estou andando mais à pé e para tal, nada como uma boa e confortável sapatilha. Ainda não me rendi totalmente, mas já uso pelo menos 1 vez por semana.


Sapatilhas não são os melhores sapatos para as baixinhas, muito pelo contrário! A única sapatilha que as mulheres baixas podem usar sem ficarem achatadas são as de gáspia baixa. Gáspia é a curva do peito do pé do sapato. As de gáspia alta são um horror para quem tem menos de 1,70. Isso mesmo, lalá, isso incluí as queridinhas Chanel, que tem gáspia altíssima!
Faça o teste no espelho e depois me conte!


No nosso Bazar tem as sapatilhas da Sapateira que são as mais parecidas com as Repetto! Elas tem bico fino, sola maleável e gáspia perfeita! Quem tem uma Repetto pode comprar as da Sapateira e não vai notar a diferença! No Bazar Kika Gontijo!!!
















As minhas favoritas são as francesas Repetto. São lindas, clássicas, confortáveis.
A marca francesa, desde 1947 no mercado, não tem concorrentes. Tudo começou quando Rose Repetto resolveu desenhar sapatilhas de ballet e abriu uma pequena lojinha perto da Opera de Paris.






Em 1959, Brigitte Bardot, então no auge da fama, encomendou um modelo para Madame Repetto, que desenhou a icônica Cedrillon, para a diva. Desde então, o modelo é o mais vendido da marca.










São mais de 252 opções de cores, modelos e acabamentos. E se lalá for poderosa, pode customizar a sua! Já pensou, uma Repetto modelo Kika????









As celebs amam suas Repettos! Jane Birkin, Carla Bruni, Audrey Hepburn usam as pretas.


Já Amy Winehouse escolhia as sapatilhas da dança e mandava ver na pancadaria. Mas Amy era pirada...


























Kate Moss usa as suas com jeans skinny e blazer e fica sempre linda!!!!









As Repettos não são baratas. Muito pelo contrário. Custam em torno de 180 euros. Mas são um mito, tem qualidade, tradição e duram uma vida.